Educação: limites e afetividade, por Edileide Castro

2 comentários:

Renatha disse...

Adorei essa parte: Como você crê, você vê. E como você vê será!

Realmente é isso mesmo que acontece! Quando se rotulam crianças, por exemplo... Até que se pegue um professor que não conheceo rótulo ela será sempre julgada dessa forma.

Educação é os olhos do professor. Temos que acreditar.

Beijos!

{♥Åññä Lµí§ä♥}_L€ØNARÐØ disse...

Olá:)
Vim com muito carinho te oferecer
o Selo "Blog de Qualidade"
espero que goste:)
Uma excelente semana para
você beijoss fica com Deus!